em ,

RISPERDAL Comprimido

Não tome remédio antes de ir a um médico

Antipsicótico atípico usado frequentemente na terapêutica de psicoses delirantes, incluindo-se as esquizofrenias. Uso Oral.

Anúncios

Pertence ao grupo de antipsicóticos-neurolépticos atípicos que têm uma eficácia similar à dos clássicos, mas com um perfil de efeitos adversos diferentes deles, em especial nos sintomas extrapiramidais que ocorrem com frequência muito menor. O mecanismo de ação da risperidona é desconhecido, embora se acredite que sua atividade é devida a um bloqueio combinado dos receptores dopaminérgicos D 2 e dos receptores serotoninérgicos S 2 (antagonista dopaminérgico-serotoninérgico). Outros efeitos da risperidona podem ser explicados pelo bloqueio dos receptores alfa 2-adrenérgicos e histaminérgicos H 1. A risperidona é bem absorvida pela mucosa gastrintestinal e extensamente metabolizada pelo fígado.

Indicações: Tratamento das psicoses esquizofrênicas agudas e crônicas, e de outros distúrbios psicóticos nos quais os sintomas positivos e/ou negativos são proeminentes. Como coadjuvante no tratamento de mudanças do comportamento ou transtornos afetivos em pacientes com deficiência mental

Anúncios

Contraindicações: Câncer de mama; crianças com menos de 15 anos de idade; doença de Parkinson; hipersensibilidade à droga; mulher amamentando.

Anúncios

Precauções: Como com outros neurolépticos, o paciente pode desenvolver um quadro de discinesia tardia, potencialmente irreversível (maior risco em idosos); síndrome neuroléptica maligna, potencialmente mortal, que é manifestada com hiperpirexia, rigidez muscular, instabilidade autonômica e estado mental alterado. Foi observado um incremento do risco de aparição de tumores da pituitária, endócrinos e mamários em animais. A risperidona pode produzir hipotensão ortostática. O paciente que recebe risperidona não deve operar maquinaria pesada nem conduzir automóveis. Não consumir álcool durante o tratamento.

Efeitos colaterais: Comuns: Insônia, agitação, ansiedade e cefaleia. Menos comuns: Sonolência, fadiga, tontura, dificuldade de concentração, constipação, dispepsia, náuseas/vômitos, dor abdominal, visão turva, priapismo, distúrbios da ereção, ejaculação e orgasmo, incontinência urinária, rinite, rash cutâneo e outras reações alérgicas.

Anúncios

Atenção: O uso de qualquer medicamento só deve ser feito por recomendação e orientação de um médico, essas informações são de caráter meramente educativos e não substituem em hipótese alguma a avaliação de um especialista médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RISLEPTIC Comprimido

RULID D Comprimido