em ,

Conjuntivite – Cid 10: H10

A conjuntiva é um tecido orgânico de revestimento da superfície externa ocular. No momento em que esta estrutura apresenta um processo inflamatório ocorre o que chamamos de CONJUNTIVITE, isto é, inflamação da conjuntiva. As conjuntivites podem ser de origem infecciosa e não infecciosa; dentre os quadros infecciosos encontramos aqueles de origem bacteriana, de origem viral, as ‘clamedianas’, as micóticas, entre outras. Os casos mais comuns são de conjuntivite viral. Dentre as conjuntivites não infecciosas encontramos os quadros alérgicos, aquelas que estão associadas a doenças, alterações sistêmicas e ainda as irritativas.

A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, principalmente por meio de objetos contaminados (toalhas, travesseiros, lenços, copos etc.), quando não são observados cuidados de higiene pessoal. Dissemina-se rapidamente em ambiente fechado como escola, escritórios etc.

O diagnóstico da conjuntivite é feito por um especialista (oftalmologista) ou por um médico generalista (medicina geral). O oftalmologista – Identificará o tipo de conjuntivite. Se for o caso, o germe causador (vírus, bactéria). – Investigará sua córnea para detectar as eventuais lesões, por instilação de fluoresceína.

Os sintomas são bastante variados, pois o paciente pode apresentar desde uma leve vermelhidão e desconforto até quadros de intensa fotofobia (sensibilidade extrema à luz) e excesso de produção de secreção. É extremamente difícil fazer-se o diagnóstico preciso sem um exame minucioso e, muito embora a grande maioria dos casos necessite de medicação paliativa e sintomática em certas ocasiões, podem coexistir quadros mais graves e que necessitem de tratamentos mais amplos.

Tratamento conjuntivite viral (a causa mais freqüente, 95% dos casos) – Compressa fria de água filtrada feita a 5-7°C. Aplique por 2 minutos, cinco vezes ao dia; – Colírios lubrificantes; – Colírios antissépticos para evitar infecções secundárias (bacteriana) de conjuntivites virais; – Para ser evitados em casos de conjuntivite viral: colírios à base de corticóides ou colírios vasoconstritores (podem causar hipertensão). Contra o vírus do tipo herpes (se a causa da conjuntivite estiver ligada a esse vírus), os medicamentos antivirais podem ser úteis. Tratamento conjuntivite bacteriana – Colírios ou pomadas para reduzir a inflamação (geralmente à base de cortisona ou antiinflamatório); – Colírios e pomadas à base de antibióticos para curar a conjuntivite (ex. colírio antisséptico à base de hexamidina); – Evite colírios à base de água boricada, pois podem causar alergia. Tratamento conjuntivite traumática O médico irá: – remover o corpo estranho. – prescrever colírios antibióticos e antiinflamatórios para evitar uma superinfecção. Em caso de conjuntivite ocasionada por produtos químicos, é essencial limpar os olhos com bastante água e consultar um médico imediatamente. Tratamento conjuntivite alérgica: – colírios antialérgicos. – medicamentos antialérgicos a serem tomados por via interna. – homeopatia: em grânulos ou em colírios

Sugere-se o afastamento de pessoas com conjuntivite viral aguda dos ambientes coletivos por pelo menos sete dias. Recomendam-se cuidados de higiene pessoal e cuidados como: – lavar com freqüência as mãos e rosto com água e sabão; – evitar coçar os olhos; – usar, quando possível, lenços e toalhas descartáveis e/ou individuais; – utilizar travesseiros individuais; – evitar o uso de objetos de pessoas com conjuntivite; – evitar atividades de grupo enquanto a secreção ocular estiver presente; – evitar freqüentar piscinas e uso de lentes de contato.

Sua Nota:

Deixe uma resposta

Câncer de Intestino – Cid 10 : c78

Coqueluche – CID 10: A37